terça-feira, 10 de abril de 2012

O Sucesso do Papel Machê...

Olá a todos, lembram da oficina de papietagem e papel machê que iniciei no dia 04/02/2012 na Associação Esportiva e Cultural "União Guarulhense"
Pois é, está sendo um sucesso! Todo Sábado chega um aluno novo curioso para ver o que estamos fazendo, vai só pra olhar... Mas acaba ficando de vez, rsrsrsr
Agradeço a SUTACO, a qual sou cadastrada, pois é ela que está proporcionando esta oficina na Associação, assim como em muitas outras ongs, permitindo que os artesãos trabalhem e passem adiante sua arte.
 
As atividades do espaço estão sendo revitalizadas pelo esforço e perseverança de seu presidente: Jorge Amâncio de Azevedo. A proposta é fazer um movimento cultural e educativo, além do esportivo, é claro, dessa forma atraindo a população local e principalmente dando novos horizontes as crianças. 

Jorge, que além de presidente da associação é professor de futebol, faz questão que seus alunos frequentem o curso de artesanato. No início achei meio arriscado, pois normalmente os meninos não se interessam muito e acabaria sendo meio que "obrigatório", mas qual foi minha surpresa em ver aqueles olhinhos curiosos, atentos e interessados em cada coisa que ensinava, muito bom! É a primeira vez que a maioria de meus alunos é do sexo masculino, incrível! 

Além dessa diferença, há também a diferença da faixa etária, tenho desde uma aluna de 9 anos até uma "criança" de 85 anos... essas diferenças exigem mais atenção de minha parte, mas está saindo tudo muito bem, um respeitando o outro, seu tempo e seu espaço... 

Bem, chega de palavras, pois quero mostrar aqui com maior orgulho meus alunos. No final da postagem segue um vidiozinho que fiz durante a produção deles. Depois posto mais fotos.

 Material apresentado no primeiro dia de aula

Iniciando a explicação sobre a construção da peça que iremos fazer, utilizando garrafa pet.

   Meninos com a mão no papel

Samuel concentrado, picando papel para a papietagem.

Gustavo iniciando a papietagem e compartilhando o material

 Gabriel atento nas camadas de papel

 Gustavo Henrique concentradíssimo...

 Wilson trabalhando a paciência, coisa que ele diz que não tem, é muito ansioso e de acordo com ele a oficina está ajudando nesse lado, que bom!

 Jorge não podia ficar de fora, aluno atento.

 I
 Início da confecção da Baianinha de Dona Nadir. 

 O "nascimento" da ovelhinha...

 Ovelhinha de papietagem da Cristina, será um peso de porta.

 Mais alunos! casa cheia! Repetindo a explicação para os alunos novos e dando continuidade aos trabalhos dos alunos que estão desde a primeira aula.

 As meninas muito concentradas também.

Samuel, Roberta, Tainara, Pedro e eu.

"Casa" cheia, quase não tinha lugar para todos.

Dona Nadir, mesmo com sua dificuldade no manuseio devido a um problema em suas mãos, fez a papietagem perfeitamente, com muita calma...

 ...demorou, mas conseguiu!

Marcos Vinícius, trabalhando sua hiperatividade...

Explicando como desmanchar o papel para o machê.

 Mais gente nova no pedaço!

Todos criando. Carol (esquerda) modelando a peça com todo o cuidado, olha o detalhe da mãozinha...

 Vinícius e George, mão na massa, aprendendo a fazer o papel machê e Guilherme colando papel.

 Cristina desmanchando mais papel para a massa.

Pedro e Samuel aplicando a massa na peça e Matheus ao fundo, alisando com todo o cuidado a massa.

Carol escondidinha atrás da peça e Hugo admirando a criatividade do George

 George definindo os músculos de seu lutador, utilizando  o papel machê

O Palhaço feito pelo Gustavo, carregando um bebê nas costas, não é demais!

 Agora a frente do palhaço. Olha o detalhe do cachecol...

 Pedro, além de seu boneco, fez esta capa de caderno. Muito bom ver a criatividade aflorando livremente...

Dona Nadir com muito cuidado aplicando a massa de papel machê em sua Baiana.

Guilherme e Luccas, mais dois novos alunos... ufa! enquanto na mesa maior estavam os alunos mais antigos aplicando massa e finalizando suas peças, oriento os dois em uma mesa reservada para poder dar mais atenção.

 Cristina, apressadinha, não resistiu, pintou sua ovelhinha em casa e trouxe na aula pronta. Vamos ter que repintá-la, pois ela usou tinta de tecido, que sai facilmente neste caso, mas valeu a tentativa, temos que arriscar também! Agora ela está fazendo um vaso para suas flores...

video
 Neste vídeo, um trechinho da aula, durante um "respiro" que tive enquanto estavam todos trabalhando...